Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto

 

LUDWIGIA X LACUSTRIS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

Vera Santos
avatar

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Localização : Estoril, Portugal
Mensagens : 11608
Data de inscrição : 27/12/2009
Gostos : 499


MensagemAssunto: LUDWIGIA X LACUSTRIS   Sab 18 Fev 2012, 22:44Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

LUDWIGIA X LACUSTRIS

Familia: Onagraceae
Género: Ludwigia
Região: América
Localização: América do norte
Sinônimos: Ludwiga brevipes x palustris
Dificuldade: Fácil
Luz: Média
Temperatura: 22ºC a 28ºC
PH: 6.0 a 8.0
Substrato Fértil: Não
CO2: Não
Estrutura da planta: Caule
Tamanho: 5 a 7cm
Crescimento: Rápido
Emersas: Sim
Dificuldade: Moderada
Localização no aquário: Fundo



Descrição:


Ludwigia x lacustris é uma introdução relativamente recente no aquarismo. Um híbrido muito raro natural de Ludwigia brevipes e L. palustris , verificou-se que as populações mais ou menos uma dúzia amplamente dispersos em áreas costeiras de Rhode Island para a Geórgia. Curiosamente, ela ocorre em vários lugares dentro da ampla gama de L. palustris , mas bem fora da gama bastante restrita de L. brevipes , que ocorre principalmente no sudeste da Virgínia e das Carolinas, as razões para isto não são claras, mas pode ser porque L. brevipes teve uma distribuição muito mais ampla no passado recente. Alternativamente, pode ter sido transportado para novos locais de aves aquáticas. Quando isso ocorre, muitas vezes cresce vigorosamente o suficiente para praticamente excluir os seus pais, um traço comum compartilhada por outros híbridos. Muitas vezes, é igualmente abundantes acima e abaixo da água, tanto para baixo como vários pés e raramente é difícil encontrar. Originalmente descrito por Eames em 1933 como Ludwigia lacustris , sua natureza híbrida só foi realizado mais tarde.

Como L. brevipes , as partes mais íntimas de suas folhas são pálidas, gradualmente mudando de verde para laranja ao longo da folha. Ao contrário de L. brevipes , que normalmente cresce como uma espécie de hedge baixo, ele compartilha o hábito de crescimento mais vertical de suas espécies o outro cônjuge. Mas ao contrário do mais estabelecido e ligeiramente semelhante Ludwigia arcuata x L. repens, , não crescem a um ângulo de 45 graus. Largura da folha e formato são intermediários entre ambos os seus pais e em boas condições são mais ou menos em forma de losango. Esta planta é bastante adaptável e tolerante, mas quando recebe uma luz forte, co2 e um monte de ferro, ela assume uma cor de ferrugem brilhante que é raramente rivalizado. Irá então alcançar seu tamanho máximo de talvez ponta da folha três centímetros a ponta da folha. Sem dúvida, Ludwigia x lacustris é melhor usada como uma planta de fundo (ou talvez na área central de um aquário muito grande). Agrupamentos robustos mostrá-la da melhor forma possível; como intimamente relacionados Ludwigia espécie, não parece tão bom como apenas algumas hastes. Seu crescimento pode ser muito forte de fato, mas, felizmente, não parecem sofrer de poda. Isso contrasta muito bem com altas Eleocharis (hairgrass) espécies e outras plantas de coloração verde e textura mais fina. Propagação não apresenta problema algum. Novos brotos são continuamente produzidos e ainda mais rapidamente surgem após o corte. Ludwigia x lacustris faz um bom candidato para a cultura emersas, onde cresce flores atrativas com pétalas amarelas, em contraste com as flores inconspícuas, apetalous de L. palustris . Se qualquer das flores deve tornar-se polinização, sementes férteis não são susceptíveis de resultar, o que talvez seja por isso esta planta maravilhosa não é mais difundido. Fontes utilizadas / leitura adicional: Peng, et al (2005). Sistemática e Evolução de Ludwigia Seção Dantia (Onagraceae). Anais do Jardim Botânico de Missouri , 92 , 307-359.

Foto:




FONTES: aquaticplantcentral; TIVAMO; AQUAFLUX
Adaptado e traduzido por Vera Basílio dos Santos © Copyright 2011 ©
Voltar ao Topo Ir em baixo 

LUDWIGIA X LACUSTRIS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce ::  Fichas Técnicas :: Plantas-