Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto

 

LUDWIGIA PALUSTRIS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

Vera Santos
avatar

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Localização : Estoril, Portugal
Mensagens : 11608
Data de inscrição : 27/12/2009
Gostos : 499


MensagemAssunto: LUDWIGIA PALUSTRIS   Sab 18 Fev 2012, 22:39Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

LUDWIGIA PALUSTRIS

Familia: Onagraceae
Género: Ludwigia
Região: Cosmopolita
Localização: Américas, norte de áfrica, ásia e europa.
Sinônimos: -
Dificuldade: Fácil
Luz: Média
Temperatura: 22ºC a 28ºC
PH: 6.0 a 8.0
Substrato Fértil: Não
CO2: Não
Estrutura da planta: Caule
Tamanho: 20 a 80cm
Crescimento: Rápido
Emersas: Sim
Dificuldade: Moderada
Localização no aquário: Fundo



Descrição:


Ludwigia palustris , como o próprio nome indica, pode ser encontrada principalmente em palustres (pantanoso) ambientes em todo o mundo (excluindo Austrália). Esta espécie extremamente variável pode ser encontrada crescendo rasteira e submersos em piscinas rasas e outros tipos de águas estagnadas e / ou lento. Tem sido regularmente disponível há muitos anos, às vezes como 'Red Ludwigia "e, às vezes erroneamente como L. mullertii (um nome sob o qual o venerável L. repens também foi cultivada). No entanto, nos últimos anos, tornou-se cada vez mais comum (e agora é a regra mais do que a exceção) para as plantas oferecidas para a venda como Ludwigia palustris para ser realmente L. repens x L. arcuata , em vez de uma verdadeira L. palustris . Uma variedade de espécie que permanece sempre verde é vendida pela Dennerle alemã planta viveiro.

O elemento principal necessário para encorajar o crescimento satisfatório de L. palustris no aquário é luz suficiente. Embora os valores médios são toleradas, resultados adicionais de iluminação no melhor coloração. Fertilizantes macronutrientes, particularmente nitrato e fosfato, são muito apreciados por esta espécie não obstante o facto de que ela vai crescer sem eles. Micronutrientes e CO 2 fertilização também não são necessários, mas sua inclusão irá melhorar tanto a cor e crescimento. Além disso, ao contrário de muitas plantas nativas de áreas temperadas, L. palustris é bastante adaptável a diferentes temperaturas e não tem nenhuma dificuldade crescente na água morna. Sob os valores de luz de alta, os caules desta espécie tendem a crescer a um ângulo de, especialmente se o substrato é rico. Muitas raízes e brotos laterais farão nós dessa planta. No exterior de cultivo em tanques ou banheiras, L. palustris irá produzir flores com quatro sépalas verdes (sem pétalas) e quatro estames amarelos. A flor desta espécie é freqüentemente a característica que mais facilmente o diferencia de outras espécies no Ludwigia gênero, embora mesmo isso às vezes pode ser problemático, pois é possível que L. palustris x L. repens para produzir a mesma flor. Apesar disso, L. palustris pode por vezes ser diferenciados a partir de L. repens e L. palustris x L. repens com base nos seus pecíolos comparativamente mais longos (a secção fina de ligação da folha ao caule). Além disso, plantas com bordas de folhas avermelhadas, caules e / ou veias centrais são geralmente L. palustris , embora algumas variedades de L. repens ter sido demonstrado que possuem características semelhantes. O método de poda no topo de uma haste e replantar a parte cortada é uma boa maneira de propagar a espécie, uma vez que uma multidão de novos brotos em breve desenvolver nos nós da seção deixada no substrato. Embora o uso desta espécie no aquascape depende em grande parte que forma cor está a ser cultivada pelo aquarista, a forma avermelhado (que é de longe o mais comum) é o mais decorativo. Dito isto, os brotos dessa espécie formam um atraente excelente foco se plantado em um grupo graduada ou em camadas na zona média do aquário, onde será melhor contrastar com claros e escuros espécies verdes com folhas finas.

Foto:




FONTES: aquaticplantcentral; TIVAMO; AQUAFLUX
Adaptado e traduzido por Vera Basílio dos Santos © Copyright 2011 ©
Voltar ao Topo Ir em baixo 

LUDWIGIA PALUSTRIS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce ::  Fichas Técnicas :: Plantas-