Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto

 

Melanotaenia duboulayi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

Helder Oliveira
avatar

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Helder Oliveira
Localização : Zurique, Suiça
Mensagens : 559
Data de inscrição : 12/03/2010
Gostos : 30


MensagemAssunto: Melanotaenia duboulayi   Seg 28 Jun 2010, 22:36Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.


Melanotaenia duboulayi [Kangaroo Creek] - photo© Gunther Schmida
Melanotaenia duboulayi
________________________________________
(Castelnau, 1878)
Crimsonspotted Rainbowfish


Sumário da Espécie
Melanotaenia duboulayi foram inicialmente colectadas do Rio Richmond a norte de New South Wales durante os anos 70 por um homem chamado Duboulay (du Boulay). Foram mais tarde cientificamente descritas como Atherinichthys duboulayi por Castelnau em 1878. Posteriormente também foram conhecidas como Nematocentris fluviatilis e Melanotaenia fluviatilis. Após a revisão ao grupo dos peixes Arco-íris por Allen em 1980, foram classificadas como Melanotaenia splendida fluviatilis. O seu nome científico actual é fruto de um estudo aos estágios primários da sua história de vida por Crowley em 1986. Deste estudo resultou que Melanotaenia splendida fluviatilis fosse separada em duas espécies, Melanotaenia duboulayi dos Sistemas Fluviais a Norte de New South Wales e Sul de Queensland que desaguam para a costa ocidental, e Melanotaenia fluviatilis do Sistema Fluvial do Rio Murray-Darling River no interior.


Melanotaenia duboulayi [Kin Kin Creek, Qld] - photo© Gunther Schmida

Melanotaenia duboulayi pode chegar a um tamanho maximo de 12 cm SL, mas geralmente têm menos de 10 cm. Têm um corpo esguio e comprimido lateralmente com a sua profundidade aumentando com a idade. Duas barbatanas dorsais, muito próximas, em que a primeira é mais pequena que a segunda. Exibem uma consederavel variação de cores, conforme a sua vasta localização geográfica. O corpo é geralmente azul prateado ou verde alterando para tonalidades azul-escuro ou amarelo. As filas de escamas são demarcadas com linhas estreitas amarelas e sobrepostas com laranja para vermelho vivo. Uma marca proeminente vermelho carmim está situada no opérculo, a cores das barbatanas são variáveis desde transparente, amarelado para vermelho, com manchas vermelhas e margens escuras. Estas margens escuras tornam-se intensamente negras nos machos durante a desova. Os machos maiores são facilmente distinguíveis das fêmeas pelas suas cores mais vivas e podem ser geralmente identificados pelo alongamento dos raios posteriores da segunda barbatana dorsal e anal. As fêmeas têm barbatanas dorsais e anais arredondadas, as quais sao mais pequenas e possuem bordos escuros.
Melanotaenia duboulayi não são facilmente distinguíveis de Melanotaenia fluviatilis. As principais variações são: a profundidade do corpo, contagens nas barbatanas, e padrões de cor. Em adição, existem fortes diferenças nas características dos ovos e desenvolvimento das larvas. Melanotaenia fluviatilis têm frequentemente a cabeça mais larga e um focinho arredondado comparada a Melanotaenia duboulayi.


Melanotaenia duboulayi [Gin Gin Creek, Qld] - photo© Gunther Schmida

Distribuição & Habitat
Melanotaenia duboulayi habita nos desagues costeiros a Este do Great Dividing Range desde o centro da costa Norte de New South Wales, aproximadamente 400 km a Norte de Sydney até Bundaberg a Sul de Queensland; Rio Hastings (NSW) até Baffle Creek (Qld). São uma espécie subtropical encontrada em águas relativamente paradas, límpidas e com temperaturas entre 16-28° Celsius. O seu habitat inclui rios de água doce, riachos, regatos, reservatórios, pântanos, e lagoas com vegetação aquática densa. O seu meio ambiente natural está sujeito a variações sazonais com a temperatura da água, pH (5.4-7.8 ), e níveis de dureza variando consideravelmente.
Melanotaenia duboulayi sao geralmente encontrados ares de agua aberta, perto de vegetação superficial, troncos submersos ou ramos em média – baixa profundidade. Geralmente passam mais tempo em água aberta onde formam pequenos grupos, com um ou dois peixes afastando-se ocasionalmente para explorações. O comportamento entre ambos os sexos também parece variar, com as fêmeas formando a base do grupo enquanto os machos nadam em procura de oportunidades de desova ou alimentação. Em tempo de Sol encontram-se grupos de juvenis perto da superfície alimentando-se de partículas flutuantes á superfície, mas peixes maiores tendem a encontrar-se no fundo, perto de vegetação submersa, frequentemente utilizando as plantas aquáticas como refugio e fonte de alimentos. A meio do dia, juvenis e peixes mais pequenos pareceram mostrar comportamento de termo regulação nos lugares mais quentes á superfície. No entanto, em dias nublados peixes de todos os tamanhos preferiam águas mais profundas. No seu habitat natural alimentam-se maioritariamente de insectos terrestres á superfície mas também de materiais no fundo, por ex.: crustáceos e algas.


Melanotaenia duboulayi [Burnett River, Qld] - photo© Neil Armstrong

Biologia
Peixes Arco-íris formam o grupo mais especioso habitando água doce na região da Austrália – Nova Guiné. Apesar disso, relativamente pouco é conhecido acerca da biologia da maioria das espécies de Arco-íris no seu habitat natural. A maior parte da informação sobre a biologia destes peixes é baseada em observações em aquários. A desova ocorre de Setembro a Dezembro, antes do inicio das chuvas de Verão, cedo pela manha ou á tarde antes de escurecer. Cada fêmea põe vários ovos por dia que são fertilizados pelo macho. Os ovos aderem a plantas de folhas finas entre raízes de vegetação flutuante por vários filamentos longos e finos originados num ponto da sua membrana. Os ovos têm um diâmetro de 0.98-1.8 mm e eclodem após 5-9 dias depois da fertilização em temperaturas da água entre 24 e 29°C. Na eclosão, larvas com 2.5 a 4.2 mm de comprimento têm um reduzido, mas presente, saco vitelino. As larvas recém eclodidas agrupam-se perto da superfície dentro de poucas horas e começam a alimentar-se dentro de 12 horas. Aos 32 dias após a eclosão, o comprimento médio das larvas é cerca de 14-15 mm e aos 72 dias, 21-25 mm. Os juvenis crescem depressa e atingem a maturidade durante o ano após a eclosão. Maturidade sexual ocorre aos cerca de 4~5 cm para ambos os sexos. Um forte dimorfismo sexual está presente na espécie com o macho sendo tipicamente maiores e apresentando cores mais vivas.


Melanotaenia duboulayi [Albert River, Qld] - photo© Gunther Schmida

Notas
Melanotaenia duboulayi é o "Peixe Arco-íris Australiano" original e eram mantidos no aquarísmo por volta da viragem do século vinte. Melanotaenia duboulayi eram geralmente conhecidos como o 'Crimson-spotted Sunfish' (Peixe-sol com mancha carmim) e erradamente identificados como Melanotaenia nigrans. Amandus Rudel foi um membro fundador da Associação do Aquário e Terrário de Queensland (Aquarium & Terrarium Society of Queensland) e em 1927 introduziu o arco-íris Australiano no Aquarísmo internacional quando enviou espécimes de Melanotaenia duboulayi por Barco a Vapor para a Alemanha, e que foram mais tarde reproduzidos pelo Aquário de Berlim. Falando de Melanotaenia duboulayi, Amandus disse, "Eu fiquei espantado com a beleza deste peixe na primeira vez que o vi.como um arco-íris vivo, nenhum outro peixe se pode comparar com a sua beleza. Naturalmente tem sido o meu favorito desde então."
Acredita-se que deste envio inicial Melanotaenia duboulayi foram introduzidas pela Europa no aquarísmo organizado, e depois para a América do Norte. Será provavelmente a espécie em que se baseia o actual nome comum "Peixe Arco-íris". Em 1930 uma quantidade de of Melanotaenia duboulayi foi colectada no Rio Mississippi. Esta foi uma das primeiras contagens de um peixe introduzido Estados Unidos da América (USA).


Melanotaenia duboulayi [Richmond River, NSW] - photo© Gunther Schmida


Literatura
Allen G. R. (1980). A Generic Classification of the Rainbowfishes (Family Melanotaeniidae). Records of the Western Australian Museum 8 (3): 449-490.
Crowley L.E.L.M., W. Ivantsoff and G. R. Allen (1986). Taxonomic Position of Two Crimson-spotted Rainbowfish, Melanotaenia duboulayi and Melanotaenia fluviatilis (Pisces: Melanotaeniidae), from Eastern Australia, with Special Reference to Their Early Life-history Stages. Australian Journal of Marine and Freshwater Research 37: 385-98.
O'Donnell, D. J. (1935). Annotated list of the fishes of Illinois. Illinois Natural History Survey Bulletin 20(5): 473-500.
Yearsley, G. K., Last, P. R., and Hoese, D. F. (2006). Standard Names of Australian Fishes. CSIRO Marine and Atmospheric Research, Australia.

Texto original
Texto traduzido por Helder Oliveira

Direitos de tradução reservados - www.peixefauna.com
Voltar ao Topo Ir em baixo 

Melanotaenia duboulayi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce :: Fichas Técnicas :: Peixes-