Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto

 

Melanotaenia autralis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

Helder Oliveira
avatar

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Helder Oliveira
Localização : Zurique, Suiça
Mensagens : 559
Data de inscrição : 12/03/2010
Gostos : 30


MensagemAssunto: Melanotaenia autralis   Qui 03 Jun 2010, 22:44Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.



Melanotaenia australis [Drysdale River] - photo© Günther Schmida

Melanotaenia australis
________________________________________
(Castelnau, 1875)
Western Rainbowfish



Sumário da Espécie
Melanotaenia australis foi inicialmente descrita por Castelnau como Neoatherina australis em 1875. Os espécimes originais foram colectados de Weeli Wolli, Hammersley Range, e Millstream Homestead na Austrália Ocidental. No inicio eram apelidados de "Westralian Sunfish". Em 1964 outra espécie de peixe Arco-íris colectado do Território Norte foi nomeado de Melanotaenia solata. Depois da revisão de Gerald Allen ‘a família dos peixes Arco-íris em 1980, estas duas espécies foram consideradas como uma e inseridas no largo grupo "Splendida" como uma subespécie. Foram denominadas de Melanotaenia splendida australis mas estudos recentes no seu ADN indicam que são distintas.
A sua coloração, particularmente nas barbatanas e a faixa médio-lateral, é altamente variável dependendo da sua localização geográfica. Isto deve-se sobretudo a uma rápida especiação no grupo Arco-iris e ainda reforçado pelo grau de variação morfológica casual ocorrente por entre as várias populações. A coloração geralmente consiste em 1-2 faixas médio-laterais largas e escuras e uma série de faixas estreitas e avermelhadas por entre cada fila de escamas. As barbatanas vão desde quase incolor até vermelho carregado com manchas vermelhas ou verdes. Gerry Allen anotou que a característica única desta espécie são as faixas laterais em Zig-Zag na metade anterior, logo acima das barbatanas anais. A negra faixa médio-lateral pode ser muito proeminente apenas aparente. Os machos são facilmente distinguidos das fêmeas pelas suas cores vivas e pelo maior número e mais alongados raios na barbatana dorsal. Os peixes do Rio Drysdale na Austrália Ocidental são geralmente mais pequenos e possuem uma distinta faixa dupla médio-lateral negra. Melanotaenia australis pode atingir até cerca de 10 cm, mas ficam usualmente em 8 cm ou menos. O machos são geralmente maiores e mais profundos que as fêmeas.


Melanotaenia australis [Blackmore River] - photo© Gunther Schmida

Distribuição & Habitat
Melanotaenia australis tem uma distribuição disjunta e restrita no norte da Austrália Ocidental e Território Norte. Estão espalhadas por toda a região Pilbara da Austrália Ocidental os rios Ashburton e DeGrey e na região Kimberley no extremo norte da Austrália Ocidental entre o Rio Fitzroy e a fronteira do Território Norte. Também existem em riachos no sector noroeste do Território Norte, no desagúe para o Mar Timor a leste de Darwin.
Melanotaenia australis é um Arco-íris de riacho, sobretudo encontrado próximo de vegetação superficial, troncos submersos, ou ramos em pequenos afluentes, mas também pode ser encontrado em pântanos ou lagoas. É comum encontra-los em águas paradas ou ao longo da berma, onde o fluxo é mínimo e a vegetação abundante. O seu ambiente natural está sujeito a variações sazonais com temperatura da água entre os 22-28°C, pH 6.5-8.0 e dureza variando consideravelmente. Existe uma grande e frequentemente oscilação nas condições da água entre as estações seca e das chuvas.



Melanotaenia australis [Carrawine Gorge] - photo© Neil Armstrong


Biologia
Muito pouco se conhece acerca da Biologia desta espécie no seu ambiente natural. A maior parte da informação é sobretudo baseada em observações em aquário. A desova ocorre de Outubro a Dezembro, com as fêmeas a depositar entre 100 a 200 ovos. Os ovos são adesivos, negativamente flutuantes em água fresca e em média 1.05-1.07 mm de diâmetro. São geralmente claros para Amber claro e seguram-se com um fino fio. A incubação acontece entre 6 a 10 dias dependendo da temperatura. 32 dias após a incubação, o tamanho larval é cerca de 10-11 mm e aos 72 dias cerca de 21-22 mm. O crescimento é relativamente rápido chegando aos 2-3 cm entre 10 a 12 semanas. A taxa de crescimento varia bastante com as variações da temperatura, quantidade de alimentação e densidades populacionais.


Notas
Melanotaenia australis apresenta variações morfológicas consideráveis por toda a sua distribuição conhecida. Estudos genéticos em 2000 indicaram que Melanotaenia australis é representada por duas linhagens distintas. Estas linhagens estão geograficamente restritas á Austrália Ocidental e ao Território Norte. A diferença entre os dois grupos pôde indicar a presença de duas espécies distintas. Estudos mais recentes (2004) mostraram que existe também uma enorme diferença genética entre as populações de Melanotaenia australis de Pilbara e Kimberley de leste. Estes estudos sugeriram que talvez haja mais que uma espécie no complexo Melanotaenia australis. No entanto, apesar dos estudos tomados até á data, o estado e distribuição específicos de Melanotaenia australis continuam ainda por definir.

Literatura
Allen, G.R. (1978). The rainbow fishes of northwestern Australia (Family Melanotaeniidae). Tropical Fish Hobbyist 26: 91-102.
Ivantsoff, W., L.E.L.M. Crowley, E. Howe and G. Semple (1988). Biology and early development of eight fish species from the Alligator Rivers Region. Technical memorandum 22, Supervising Scientist for the Alligator Rivers Region, AGPS, Canberra.
McGuigan, K., Zhu, D., Allen, G.R. and Moritz, C. (2000). Phylogenetic relationships and historical biogeography of melanotaeniid fishes in Australia and New Guinea. Marine and Freshwater Research 52: 713-23.
Phillips, R. (2004). Population Structure of the Western Rainbowfish, Melanotaenia australis in the East Kimberley. Submitted in partial fulfilment of the Bachelor of Science (Honours) Degree School of Animal Biology The University of Western Australia.
Zhu, D. Jamieson, B.G.M., Hugall, A. and Moritz, C. (1994). Sequence evolution and phylogenetic signal in control-region cytochrome b sequences of rainbowfishes (Melanotaeniidae). Molecular Biology and Evolution 11: 672-683.

Texto original
Texto traduzido por Helder Oliveira

Direitos de tradução reservados - www.peixefauna.com
Voltar ao Topo Ir em baixo 

Melanotaenia autralis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce :: Fichas Técnicas :: Peixes-