Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  LoginLogin  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto

 

Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

José Elias

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Jose Elias Aka CyberJ
Localização : Vialonga
Mensagens : 2980
Data de inscrição : 22/06/2012
Gostos : 148


MensagemAssunto: Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)   Qui 21 Fev 2013, 12:33Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Capitulo IX - Fotografar o Aquário



Já temos o nosso aquário montado e em velocidade de Cruzeiro... O Nosso orgulho...

Agora queremos partilha-lo com o mundo, mas esta tarefa revela-se bem mais difícil do que parece inicialmente.

O Peixes não fazem poses, a iluminação do aquário é fraca, e os vidros fazem reflexo...

Neste capitulo iremos tentar explicar algumas técnicas que podem ser utilizadas para fotografar o aquário.

Irei tentar explicar vários Truques para melhorar a qualidade das fotografias dividindo este capitulo em duas partes.

A primeira parte ira conter:

- 1º Material Necessário
- 2º Pré-Produção
- 3º Produção

A segunda parte, sera dedicada a Pos-produção.

Para começar, e para perceberem o quanto todos este sub-capítulos estão interligados, quanto mais cuidado e atenção dermos a cada um dos sub-capítulos, mais fácil e menos trabalhoso será o capitulo subsequente.

Tenham em atenção que nem eu, nem nenhuma das pessoas que contribui directa ou indirectamente para este artigo é profissional da fotografia, eu aqui não faço mais, do que compilar informação que fui recolhendo ao longo dos últimos meses através de manuais, conversas, workshops, forums, etc.. com a minha própria experiência pessoal.  
Por esse motivo, é possível que existam erros técnicos, mas no geral, penso que dará uma ajuda preciosa aos menos entendidos em fotografia.


Material Necessário



Este é o assunto mais delicado, pois é o que mexe directamente com a nossa carteira.

Infelizmente nem todos podem comprar o material que irei aqui mencionar, por isso resolvi classificar o Material por ordem de importância de 1 a 5, sendo o 1 = Muito Opcional e o 5 = Indispensável


Muitas das técnicas que se irão falar, irão necessitar de material com classificação 1 ou 2, no entanto tentarei ao máximo dar alternativas.

Lista de material

- Maquina Fotográfica compacta             - Importância 5
                                       Ou
- Maquina Fotográfica Reflex                  - Importância 4
- Lente Fixa de 50mm ou 60mm               - Importância 4
- Flash Externo sincronizado                   - Importância 2
- Tripé                                                - Importância 5
- Disparador Automático                         - Importância 1
- Difusor Soft Flash                               - Importância 2
- Software de Controlo de câmara            - Importância 4
- Adobe LightingRoom -                                     -  Importância 5
- Nível de 3 eixos para flash                    - Importância 3
- Pano de Flanela Preto                          - Importância 2

Agora que temos a lista de material, uma pequena explicação sobre o mesmo.

- Maquina Fotográfica compacta- Importância 5
Estas são as maquinas mais comuns, e de certeza que todos nós temos uma em casa, existem dezenas de modelos, umas melhores que outras, de qualquer maneira, só as devemos usar se o nosso orçamento não permitir a compra de uma reflex.
               
- Maquina Fotografica Reflex - Importância 4
No Mundo ideal, todos o proprietários de um aquário deveriam ter uma reflex.
Para começar, uma maquina fotográfica reflex é uma maquina que permite a substituição da lente conforme as necessidades da altura, alem da possibilidade de substituir as lentes, estas maquinas também têm um Sensor (Peça que capta a imagem e que substitui o filme na maquinas analógicas) maior do que as maquinas compactas, logo, quanto maior o sensor, melhor a qualidade da fotografia, mas mais cara é a maquina.
Existem varias marcas no mercado que comercializam maquinas reflex, e apesar de todas serem boas e terem características idênticas para cada gama (pois existem varias gamas nas reflexs) eu pessoalmente recomendo apenas 2 marcas, Canon e Nikon.

A recomendação para estas duas marcas prende-se não só por serem os 2 lideres de mercado neste segmento, como terem a maior diversidade de lentes e acessórios de marcas compatíveis do mercado, o que, quando a crise aperta, comprar um acessório de marca "branca" ajuda em muito a carteira.

No que diz respeito ao modelo que deveremos adquirir, é um factor pouco relevante para fotografar o aquário, pois todas elas, mesmo o modelo de entrada de gama, que no caso da canon é a EOS1100D é mais do que suficiente, e mesmo que utilizes um corpo melhor e mais caro como a EOS 600D, EOS650D,6D não irás notar diferenças no resultado final.

Claro, que se tiveres capital para adquirir uma FullFrame (Sensor de 35mm), como a 1D X ou a 5D Mark III, talvez faça a diferença, mas mesmo assim, penso que não compensaria pagar quase 6000€ por uma maquina e uma lente.




- Lente Fixa de 50mm ou 60mm- Importância 4
Como é óbvio, isto só se aplica se fores usar uma reflex, normalmente as maquinas reflex são vendidas em KIT, trazem o corpo e uma ou duas lentes.

No entanto, estas lentes são de fraca qualidade e o facto de terem ZOOM não ajuda.
Sendo assim, recomendo a compra de uma lente fixa de 50mm ou 60mm

Uma Lente que é muito usada é a 50mm f1,8, esta lente tem um custo suportável ( -120€) e é capaz de tirar fotos de muita boa qualidade quase sem aberrações.

Existem outras boas lentes para fotografar o aquario, todas elas mais dispendiosas do que a 50mm referida em cima.

Por exemplo a 60mm F2,8 Macro é uma lente excelente para fotografar os peixes.



- Tripé   - Importância 5
O tripé é um equipamento fundamental para tirar boas fotografias, existem tripés com custos astronómicos, mais de 1000€, mas para fotografar o aquário, um tripé da loja dos chineses é suficiente, e só custa 10€.

O tripé irá manter a maquina estavel e alinhada, permitindo não existir qualquer movimentação da camara na altura do disparo, que como iremos ser obrigados a usar velocidades lentas, será uma ajuda fundamental para a foto não ficar tremida.



- Nível de 3 eixos para flash - Importância 3
Como o nome indica, trata-se de uma pequena peça que encaixa no sitio do flash externo, e tem uma bolha de ar que permite ver se a maquina fotográfica está nivelada.
A importância desta peça é enorme, pois um dos factores fundamentais para fotografar o aquário é termos a maquina nivelada.
Apenas dei um nível de importância de 3 porque é possível corrigir parte do desnível em pós-produção, mas como estamos a falar de uma peça bastante barata, (7€ no Ebay), vale a pena comprar.




- Software de Controlo de câmara  - Importância 4
Desde que comecei a utilizar o Portátil para controlar a maquina, vi a luz Smile
Imaginem a diferença entre estarem a ver a fotografia no ecrã da maquina ou verem a fotografia no ecrã do computador, e a facilidade que é pudermos controlar todas as funções da maquina como o Auto-foco, a velocidade, ISO, Abertura, Cor, etc etc etc comodamente sentado no sofá e depois na hora de tirar a foto, apenas clicar no botão do rato....

Quase todas as maquinas tem software de controlo, basta instalar o software e ligar a maquina com um cabo USB.

O Adobe Lighting Room já tem estas funções, e pode ser usado para controlar a maquina, para isso só temos de ter os drivers instalados.


- Adobe LightingRoom - Importância 5
Este é para mim o melhor software de pós-produção que poderemos utilizar, pois é bastante mais soft do que o PhotoShop e permite fazer excelentes trabalhos.

Custa 134€, mas vale cada cêntimo.....






- Flash Externo sincronizado  - Importância 2
O Flash externo Sincronizado serve para literalmente substituir a iluminação do aquário durante a sessão fotográfica.

Em conjunto com um Difusor Soft Flash funciona como tampa do aquário, e permite tirar excelentes fotografias.
Por norma, o flash tem um comando remoto, que se liga no encaixe do fash da maquina para esta comandar o flash à distancia.
Com um ou dois flash, e um ou dois difusor soft flash dependendo das dimensões do aquário, é possível tirar fotografias excelentes sem nos preocuparmos muito, pois o factor mais exigente quando fotografamos o aquário é a falta de luz.

O Flash interno da Maquina não pode ser usado em circunstancia nenhuma!

Apenas dei um nível de importância de 2 porque os flashs são equipamentos muito dispendiosos, e felizmente existem algumas técnicas que permitem a sua dispensa.




- Difusor Soft Flash - Importância 2
O Difusor soft Flash é nada mais nada mesmo que uma pirâmide feita de cartão e forrada por dentro a papel de alumínio que do lado mais pequeno fica o flash e do lado maior uma tela de licra branca.
Apesar deste difusores serem muito baratos, caso não encontre um com as medidas do vosso aquário, incentivo que vocês próprios o construam, existe dezenas de DYI na net.

Visto que este difusor vai assentar no aquário como se fosse uma tampa, na pratica o difusor deve ter na área maior as medidas da profundidade dos vossos aquários e a largura igual ou 1/2 largura do aquário.

Explicando melhor:

Se tivermos um aquário com as medidas 60x50x45 iremos precisar de um difusor com as medidas na parte mais larga de 61 x 51 cms para colocar como tampa no aquário

Mas se tivermos um aquário com as medidas 120x50x50 por exemplo, já vamos precisar de 2 flahs e dois difusores cada um com as medidas de 60x51 ficando um ao lado do outro em cima do aquário.




- Disparador Automático     - Importância 1
Este é mesmo o componente mais opcional que poderemos ter.
a ideia básica deste componente é não abanarmos a maquina que está em cima do tripé, (Principalmente se o tripé for dos chineses) na altura de tirar a foto.

Mas se usarmos o PC para tirar a foto, este componente não é necessário, e mesmo que não tenhamos um PC, pudemos sempre programar a maquina para disparo retardado, por exemplo 2 segundos são mais do que suficientes.


- Pano de Flanela Preto   - Importância 2
O Pano de flanela preto serve para tapar qualquer iluminação não pretendida como por exemplo janelas, televisões que não possam ser desligadas, ou iluminação da própria sala.

Este pano também pode ser usado nas situações que o fundo do aquário reflecte luz, como por exemplo em aquários que têm o vidro do fundo preto ou forrados com papel brilhante.

Quando tiramos uma foto ao aquário e nessa foto vemos o reflexo da maquina, colocamos a flanela preta à frente da câmara com um buraco para a objectiva.





Pré-Produção



A Pré-Produção é um factor indispensável e quanto melhor for preparada, melhor será o resultado final e menos trabalho iremos ter na Pós produção.

Chama-se pré-produção a toda a preparação que antecede a montagem da maquina e o clique.

Sendo assim vamos organizar a pré-produção por ordem cronológica, pois esta deverá começar cerca de uma semana antes de tirar-mos as Fotografias.

Vamos então começar:

7 Dias antes:


Uma semana antes de tirar as fotografias ao nosso aquário deveremos, caso necessário, fazer toda a manutenção do aquário, Limpeza de Filtro, Sinofagem de fundo, limpeza pormenorizada dos vidros (Dentro e fora).

Deveremos  também realizar a poda das nossas plantas, assim como algum arranjo que seja necessário ao layout.

Tudo isto deverá ser feito uma semana antes, para dar tempo ao lixo que se levanta e acaba por ficar na coluna de agua seja absorvido pelo filtro ou volte a assentar no substrato, ficando a agua o mais cristalina possível.
No caso das plantas, deveremos deixar estas recuperarem da Poda, normalmente uma semana é suficiente.

2 Dias Antes:
Dois dias antes de tirar-mos as tão aguardadas fotos, deveremos novamente limpar todos os vidros, por dentro e por fora.
Como será a ultima limpeza de vidros que efectuaremos, convém também reduzir o tempo de iluminação em 1H.
Esta redução de 1H é o máximo que pudemos reduzir o ciclo de Luz sem afectar as plantas, mas é o suficiente para afectar o crescimento de algas nos vidros e garantir vidros completamente limpos na altura de tirar fotografias.

Dia da sessão fotográfica - 1/2 Hora antes
Nesta Altura, deveremos desligar os filtros, CO2, bomba de ar ou de circulação. Ou seja, qualquer equipamento que cause agitação na agua, se for possível, pudemos mesmo retirar estes equipamentos para termos fotos mais naturais...
Deveremos também retirar do aquário equipamentos secundários, como por exemplo termómetros, Testes de Co2, limpa-vidros magnéticos, etc...

Dia da sessão fotográfica - 10m antes
Dez minutos antes, e só se for possível, desligar e retirar o termostato, mas temos de ter cuidado, mais vale o termostato aparecer nas fotos, do que os peixes apanharem Itio ou pior...

Dia da Sessão Fotográfica, D Time

Chegou finalmente o momento porque tanto esperávamos, falta só alguns pormenores.

vamos então preparar o ambiente e o equipamento para a sessão, esta fase apesar de ainda ser considerada pré-produção, já começa a entrar na produção propriamente dita.

Vamos então por partes:

A que horas deveremos fazer a produção fotográfica?

Os entendidos em fotografia aconselham que as fotos sejam tiradas uma hora após o inicio do Foto Período.
Este facto prende-se, que normalmente, uma hora após o inicio do foto Período, as plantas já "ganharam vida" mas ainda não começaram a produzir O2 em abundância, logo, dificilmente temos o efeito de pearling.
O Pearling, apesar de muito bonito, e quando fotografado por profissionais e bem trabalho no pós-produção dar fotos lindas, derivado ao reflexo, torna-se complicado tirar fotografias.

Na foto em baixo, vemos um aquario a fazer pearling, o que apesar de ser bonito, corta a visão do aquario




Iluminação:

Caso usemos a já faladas difusores softFlash, está na altura de retirar as calhas de iluminação e colocar os difusores em cima do aquario, como vemos na foto abaixo, deveremos também configurar o(s) Flashs para uma potencia de 50%

Vemos na Imagem abaixo uma foto de um aquario já com o difusor no lugar da calha, esta foto foi tirada no Workshoop intitulado "Fotografar Aquarios" na Fil.




Deveremos também fechar todas as janelas, apagar televisões, fechar portas, etc...

Enfim, cortar qualquer fonte de luz que possa ainda existir.

Claro que deveremos deixar por enquanto as luzes do tecto ligadas para vermos o equipamentos...


Montagem do Equipamento


Vamos então colocar a maquina no sitio.

A maquina deverá ficar o mais paralela possível com o aquário, e centrado se possível.
Se a maquina não ficar paralela com o aquário, as fotografias não irão ficar com as dimensões correctas do aquário, parecendo que existe um lado maior do que outro.

Nesta foto, vemos que a câmara está inclinada para cima, o que provoca que na perspectiva 2D pareça que a parte de baixo do aquário é maior do que a de cima:



Já nesta foto, como a maquina não estava centrada com o aquario, temos o lado direito maior do que o esquerdo.



Sendo assim, colocamos a maquina em cima do tripé e o tripé entre 2 a 4m do aquário dependo da distancia focal da lente.

Sabemos que estamos à distancia correcta para fotografar, quando todo o aquário fica enquadrado na imagem do LCD da maquina sem grande desperdício.

Nesta altura, deveremos utilizar o nível de 3 eixos que encaixa no suporte de flash da maquina para garantir que a maquina está nivelada com o chão. Pois queremos a maquina o paralela possível com o chão e o mais centrada possível com o aquário.

Deveremos colocar o PC ligado por cabo USB à maquina numa base estavel e plana como uma mesa com o Ecrã virado de costas para o aquário. Mais uma vez derivado aos reflexos.

Caso o Portátil seja daqueles Xunings, com leds na traseira e afins, deveremos cobrir com uma flanela.

Finalmente terminamos a pré-produção, pudemos apagar as luzes do tecto, porque vai-se fazer Historia!




Produção

Chegou o momento, é agora....

Antes de mais, temos varias coisas a fazer:

Configurar a maquina para tirar fotográficas com o maior numero de Pixeis Possível, na maior qualidade possível, e se possível, com gravação de ficheiros em formato RAW.

Quantos mais megapixeis a maquina tiver, mais conseguiremos ampliar a foto, ou partes da foto em pós produção sem perda de Qualidade.

A gravação em RAW é muito, mas mesmo muito aconselhada, pois ao contrário dos tradicionais ficheiros JPG, o formato RAW é uma copia exacta de toda a informação captada pelo sensor, o que nos permite ajustar e afinar a foto em Pós-Produção, já o JPG é um formato comprimido que apenas guarda a informação que acha necessária para a apresentação da fotográfica, o que torna muito mais difícil compensar ou fazer algum ajuste em pós-produção.

2º Compensação da Cor
No que toca ao ajuste da temperatura da Cor, caso estejamos a utilizar os Flashs, poderemos deixar em Automático sem qualquer problema, caso estejamos a usar a iluminação do Aquário, poderemos colocar a configuração para luzes fluorescentes, no entanto, esta é a configuração menos importante da maquina, pois como estamos a fotografar em RAW, facilmente pudemos compensar este factor em pós-produção.

Caso a sua maquina não suporte o formato RAW, tire varias fotos com varias configurações de cor para ver qual a que tem a cor mais figuedina.

Se quiserem ser prefecionistas, podem colocar um plástico rígido branco dentro do aquário, tirar uma foto a esse plástico, e depois indicar à maquina, na opção certa, que esse plástico é branco, a partir da, a maquina já sabes distinguir correctamente todas as cores.

Focar

Apesar de as maquinas modernas terem um auto-focus bastante bom, como os aquários têm profundidade, a Maquina não sabe exactamente o que queremos focar, até porque normalmente os pontos de foco são muito pequenos.

Sendo assim, penso que o ideal é usar o focus manual.

Deveremos escolher como ponto de focagem um objecto que esteja central no aquário, se pensar-mos que o aquário tem 50cms de profundidade, algo que esteja mais ou menos a 25cms, pode ser um tronco, uma rocha, ou mesmo uma planta...



Configuração de Velocidade, abertura e ISO

Estas são sem duvida as configurações mais importantes e mais subjectivas que teremos de fazer, antes de mais uma explicação rápida de cada uma delas:

ISO: Sensibilidade fotográfica, também conhecida como sensibilidade ISO é um termo utilizado para se referir à sensibilidade de superfícies fotossensíveis (WIKIPEDIA)

Na pratica, quanto maior for a sensibilidade ISO, menos luz precisamos para ter uma fotográfica com boa exposição.
A escala de ISO varia de maquina para Maquina, mas o normal varia entre ISO100 a ISO6400 Algumas vão mesmo a ISO 12800.

Pudemos ser levados a pensar que deveremos sempre tirar fotos com um ISO alto, mas isto não é verdade, muito pelo contrario, pois quando maior for o ISO, também maior será a quantidade de "Grão" que aparecerá na foto.

Nestas  imagens observem a diferença entre uma foto tirada a ISO800 e outra a ISO 6400



O ISO é parâmetro que mais é influenciado pela qualidade da Maquina.
Uma maquina low cost dificilmente conseguirá tirar fotos sem grão em ISO's superiores 800, enquanto uma maquina profissional com sensores grandes e de alta qualidade conseguem fazer fotos perfeitas em ISO 3200 e às vezes até mais..

Abertura ou (F.Stop)

A Abertura ou F-Stop é referente à abertura do diafragma da lente, imaginem uma ÍRIS que está atrás de uma lente, aqui definimos o quanto esta Íris irá abrir, quando falamos em f1, estamos a dizer que a Íris abre até ao diâmetro da própria lente.

O valor do diafragma se dá através de números, conhecidos como números f ou f-stop, e seguem um padrão numérico universal. Esta escala inicia-se em 1, 1.4, 2, 2.8, 4, 5.6, 8, 11, 16, 22, 32, 45, 64, etc.

Sendo que, quanto menor for o número f, maior a quantidade que luz que ele permite passar e, quanto maior o número f, menor a quantidade de luz que passará pelo diafragma.

Cada número maior, ou seja, mais fechado, representa a metade da luz que a abertura anterior permite passar, assim como a cada número menor, ou seja, mais aberto, permite a entrada do dobro de luz. (Wikipedia)



Mais uma vez somos levados a pensar que o ideal seria sempre ter um f muito baixo, ou seja, uma abertura muito alta, mas, infelizmente mais uma vez isto não é verdade, pois quanto maior for a abertura (menor o f) menor será a área de focagem.

Tentando explicar isto melhor;

Imaginem que colocam 10 pessoal uma ao lados das outras para tirar uma fotografia.
Essas pessoal estão paralelas umas às outras logo temos uma linha de focagem, todas a pessoas estão aproximadamente à mesma distancia da câmara.
Se tirar-mos uma fotografia em f1, provavelmente iremos ter todas as 10 pessoas nítidas na fotografia.

Agora imaginem que para uma segunda fotografia, para cada uma das pessoas recuar um passo em relação à pessoa que está do seu lado direito, vamos fazer uma linha diagonal certo? Cada pessoa vai estar a uma distancia diferente da câmara.
Se tirar-mos uma foto em F1 como a anterior, todas a pessoas mais perto da câmara ou mais afastadas da câmara do que o ponto de focagem irão ficar "não nítidas", disse não desfocadas porque são conceitos diferentes.

Mas se aumentar o f para f10 ou f15, já iria ter todas as 10 pessoas nítidas na fotográfica.




Conclusão, quanto maior o f (menor abertura do diafragma) mais luz iremos precisar, mas mais nitidez iremos conseguir em diferentes distancias focais.


Tempo de exposição (ou velocidade de abertura do obturador)
Aqui definimos a velocidade com que o diafragma abre e faixa para tirar a fotografia.

A velocidade do obturador ou tempo de exposição,  está directamente relacionada com a quantidade de tempoque o obturador da máquina (câmera) fotográfica leva para abrir e fechar, deixando passar a luz que irá sensibilizar a película fotográfica ou o sensor digital CCD/CMOS e formar a imagem.

É fácil de perceber que se deixar a máquina a receber luz durante 10 segundos, só vai ficar uma imagem estática e bem definida se nada no cenário que estamos a fotografar se movimentar durante este tempo.

Quanto menor o tempo de exposição, menos luz é absorvida no interior da máquina, maior a abertura do diafragma necessária para se obter uma exposição correta.

O tempo de exposição é normalmente dado no formato , em que X representa uma fracção de tempo em segundos. Os valores comuns são:


  • 1/8000 s - 1/4000 s - 1/2000 s -1/1000 s - 1/500 s- 1/250 s - 1/125 s -1/60 s -1/30 s
  • 1/15 s - 1/8 s - 1/4 s - 1/2 s - 1 s .........
(WIKIPEDIA)

Na imagem retirada da Wikipedia, é facil perceber o resultado final de uma fotografia tirada em velocidades diferentes.




Como percebemos pela imagem, com velocidades lentas, conseguimos ver o movimentos em forma de "rasto" dos objectos, e se numa cascata obtemos imagens espectaculares, num aquario a ultima coisa que queremos é um peixe com rasto...

Infelizmente, mais uma vez, quanto maior for a velocidade do Obturador, mais luz iremos precisar.


Tirar a fotografia

Agora que já percebemos os conceitos de ISO, Abertura, e velocidade do Obturador, está na hora de começar a tirar fotografias.

vamos então configurar a maquina (Através do PC) para tirar a 1ª Fotografia:

ISO 100 - Valor ideal para conseguimos imagens perfeitas sem qualquer grão
F. 5,6 - Valor ideal para um aquario de 50 a 60 cms para uma nitidez perfeita...
Velocidade 1/200 - Valor Ideal para não termos qualquer arrastamento, mesmo dos peixes rapidos

Estes são os valores de partida, visto estarmos a usar o PC, e aqui o PC dá uma grande ajuda, consegui-mos visualizar instantaneamente o resultado, caso a fotografia esteja muito escura das duas uma:

Caso usemos os difusores e flash aumentamos a intensidade do flash em 10% até atingir os 100% ou obter uma boa exposição, caso apenas estejamos a utilizar a luz do aquario, ou já tenhamos atingido a potencia maxima do flash vamos modificando as configurações.

Sendo assim para a 2ª Fotografia foto poderemos colocar:

ISO: 200
F. 5,6
Velocidade 1/200

3ª Fotografia

ISO 200
F5
velocidade 1/180

E por ai em diante, até conseguir-mos o melhor compromisso possivel.

Como podem ver, as possibilidades de configurações diferentes não inúmeras, e cada caso é um caso, cada aquario é um aquario.

Por isso, a unica maneira possivel de perceber qual a melhor configuração é tirar muitas, mas mesmos muitas fotografias.

Neste momento deveremos voltar a ligar todo o equipamento, filtros, termostatos, bombas, etc...
Acontecem muito acidentes por esquecimento!


Última edição por José Elias em Dom 24 Fev 2013, 13:33, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo 

José Elias

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Jose Elias Aka CyberJ
Localização : Vialonga
Mensagens : 2980
Data de inscrição : 22/06/2012
Gostos : 148


MensagemAssunto: Re: Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)   Qui 21 Fev 2013, 12:36Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Caros Membros;

Caso algum membro tenha conhecimentos e disponibilidade para fazer um totorial sobre Lighting Room, a ajuda é muito bem vinda.

Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo 

Alexandre A. Lopes

Membro
Membro


Localização : Silves-Algarve
Mensagens : 231
Data de inscrição : 10/12/2012
Gostos : 3


MensagemAssunto: Re: Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)   Qui 21 Fev 2013, 14:29Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Boas Jose, secalhar não queres aqui comentários mas depois apagas que não me importo kkk
é importante que te diga que está excelente este artigo, eu nunca me dediquei á fotografia mas ja arranjas-te bonita já........
Parabéns pelos conhecimentos, pela paixão que demonstras e está bem patente aqui.
Obrigado pela partilha, aprendi muito, continuarei a seguir os teus artigos com elevado interesse.
Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo 

José Elias

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Jose Elias Aka CyberJ
Localização : Vialonga
Mensagens : 2980
Data de inscrição : 22/06/2012
Gostos : 148


MensagemAssunto: Re: Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)   Qui 21 Fev 2013, 17:02Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Boas Alexandre, antes de mais deixa me agradecer os elogios.

Deixei o tópico aberto exactamente para o pessoal dar opiniões e se possível ainda melhorar mais o artigo.

Não sou um expert em fotografia, alias, a um mês atras nada sabia, como eu disse no próprio artigo, ele foi contruido com base na minha experiência e no que tenho aprendido nos últimos tempos, como tal e possível melhorar.

Por isso, qualquer membro que veja algum erro ou omicao, não hesite em postar com vista a melhorar o artigo.

Obrigado.
Voltar ao Topo Ir em baixo 

Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)   Hoje à(s) 05:48Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Voltar ao Topo Ir em baixo 

Capitulo IX -Manual do Aquariofilista Iniciante - Fotografar o Aquario (Em contrução)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce ::  Iniciação à Água Doce-