Peixefauna
Bem-vindo(a) ao fórum PeixeFauna.
Para poder aceder livremente à nossa comunidade, terá que efectuar Login.
Se ainda não é membro registe-se agora.




 
InícioInício  Conectar-seConectar-se  Registrar-seRegistrar-se  
Aquoporto
 

Capitulo V - Manual do Aquariofilista Iniciante - Como escolher e comprar a Fauna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

José Elias
avatar

Old SchoolPeixeFaunaOld SchoolPeixeFauna


Nome Real : Jose Elias Aka CyberJ
Localização : Vialonga
Mensagens : 2980
Data de inscrição : 22/06/2012
Gostos : 148


MensagemAssunto: Capitulo V - Manual do Aquariofilista Iniciante - Como escolher e comprar a Fauna   Sab 26 Jan 2013, 21:27Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Capitulo V


Introdução


Finalmente temos o Ciclo do azoto concluído, todas estas semanas de espera finalmente acabaram, e queremos povoar o nosso aquário de peixinhos.

Mas, calma, isto não é uma tarefa imediata, e temos de ter algumas precauções.

Este capítulo do Manual visa ajudar a não cometer (muitos) erros.

Quantidade de Peixes a colocar no Aqurio

Este é sem duvida um ponto fundamental e a primeira abordagem que temos de fazer quando começamos a pensar na fauna.

Sendo assim deveremos obedecer a determinadas regras que paço a expor:

Nunca se deve escolher um peixe cujo tamanho em adulto seja mais de metade da menor dimensão do aquário. Ou seja, se um aquário tiver 1,00 x 0,30 x 0,40, a sua menor dimensão é de 30cm, pelo que o tamanho máximo do peixe deverá ser de 15cm.


Segundo a Federação das Associações Alemãs de Aquários e Terrários:

Para peixes até 2 cm de comprimento - aplica-se a regra de 1l de água por cm de comprimento do corpo do peixe adulto;

Para peixes entre 2 e 5 cm - aplica-se a regra de 1.5l...
Para peixes entre 5 e 10 cm - aplica-se a regra de 2l...
Para peixes entre 10 e 15 cm - aplica-se a regra de 3l...
Para peixes com mais de 15 cm - aplica-se a regra de 4l...

Sendo assim, basta fazer as contas aos Litros e dimensões do aquário para saber-mos a fauna maxima que lá pudemos colocar.


Escolher a Fauna

Agora chegamos a uma etapa muito importante da vida do nosso aquário, e que determinará o sucesso do mesmo para o futuro.
Factores químicos

Antes de pensar-mos em qualquer espécie de peixe, temos de ter atenção à química da água.

Factores como o Temperatura, PH, KH e GH são factores cruciais para a escolha da fauna.


Se por um lado, a temperatura é Fácil de controlar, factores como o PH, KH e GH requerem algum conhecimento de Química e Aquariofilia, por esse motivo, para iniciantes, recomendo vivermos com o que temos, e não tentar alterar estes parâmetros.
Sendo assim, vamos escolher a fauna consoante a água.

Mais tarde, quando a experiência aumentar e nos sentirmos mais seguros, pudemos ajudar a agua à Fauna.


Se tentarem ajustar a agua à fauna que pretendem, tenham muito cuidado, pois por exemplo uma mudança de PH súbita, mesmo que de 3 ou 4 décimas pode ser suficiente para nos matar toda a fauna dentro do aquário.
Antes de começarmos a escolher a fauna certa, deveremos fazer testes químicos à agua do aquário.


Factores determinantes na escolha da Fauna


O numero e espécie de peixes que deveremos colocar no nosso aquário deverá ser determinadopor diversos factores, antes de qualquer compra, deveremos estudar a espécie que temos em mente e ver se ela é apropriada ao nosso aquário, na Secção “FICHA TECNICA” http://www.peixefauna.com/f2-fichas-tecnicas poderemos encontrar inúmeras espécies de peixes e suas características.

Para começar, deveremos dividir o aquário em 3 secções, Fundo, meio e topo, pois existem espécies de peixes que tradicionalmente habitam estas zonas do aquário, se escolhermos uma fauna distribuída por estas 3 areas temos sempre um aquário com vida independentemente do focus dos nossos olhos.

É também importante escolher uma boa equipa de limpeza, esta equipa irá ajudar a limpar as algas que iram aparecendo, a comida que acaba por ir para o fundo do aquário, e a remexer o próprio fundo levantando os dejectos que acabaram por ser sugados pelo filtro.

Em baixo encontra-se uma “pequena” check list que deveremos ter em consideração na altura da escolha:

1º Quimica da Agua [/font]– Apenas deveremos escolher espécies que suportem os valores de PH, KH e GH da nossa agua.

2º Temperatura –Devemos escolher uma temperatura padrão e escolher espécies que a suportem.

3º Tamanho em Adultos: A maior parte dos peixes vendidos são ainda juvenis, é fácil encontrar peixes de 3, 4cm nas lojas que em adultos ficam com mais de 30cm, apenas deveremos comprar peixes que em adultos consigam viver confortavelmente no nosso aquário, em muitas fichas encontrará o tamanho mínimo do aquário para o peixe em questão.

4ºQuantidade de indevidos da mesma espécie: Muitas espécies de peixes vivem em cardume, e é assim que se sentem confortáveis, por isso, é impessavel comprar apenas um ou dois elementos desta espécie. O numero mínimo de elementos do cardume varia consoante a espécie, estude este factor, por exemplo não deveremos ter menos de 5 corydoras, ou 3 Discus ou ainda 10 Neons. Por outro lado, existem espécie que não deveremos ter muitos ou mais do que um elemento, pois são espécies territoriais, o maior exemplo é o conhecido Betta, se colocarmos 2 Betta Macho num aquário, o mais provável é que um mate o outro.

5º Quantidade de elementos por sexo: Em algumas espécies este elemento é muito importante, por exemplo, nos Viviparos (Goppys, Mollys, Platys, Etc..) deveremos sempre ter no mínimo 2 femeas para cada Macho.

6ºSociabilidade: Este é também um factor muito importante, existem muitas espécies, como grande parte dos ciclídeos, que derivado à sua agressividade são difíceis de manter em comunidade, é importante perceber se uma espécie é compatível com outra.. Por outro lado, fixe uma coisa, a maior parte dos peixes são omnívoros, e comem tudo o que lhes caiba na boca, se temos um peixe que caiba na boca de outro vai acabar por ser comido.
Quantidade maxima de peixes no Aquario: Este é um dos temas mais controversos na aquariofilia, existem muitas teorias e contra teorias. Muitos dizem que não deveremos ter mais de 1CM de peixe por cada Litro de agua, outros dizem que deveremos ter em consideração o peso do animal.
Na minha opinião, existem demasiadas variáveis para existir uma regra exacta. Neste ponto, deveremos usar o bom senso, e tentar não povoar em demasia o aquário.


Comprar a Fauna

Escolhida a fauna, vamos então adquirir os nossos meninos, mas com calma, muita calma.

Não podemos povoar o aquário de uma só vez.

Como devem estar recordados do capitulo do ciclo do Azoto, existem umas bactérias nitrificantes
que consomem a amónia e nitritos venenosos para o nosso aquário.


Essas bactérias são em proporção à quantidade de matéria orgânica presente no aquário, se colocar-mos demasiados peixes de uma só vez, as bactérias não iram conseguir consumir toda a amonia, e vamos ter mortes.
Sendo assim, temos de colocar poucos elementos de cada vez, espaçados pelo menos por uma semana, ideal duas.

Os primeiros peixes deverão pertencer à famosa equipa de limpeza, normalmente as primeiras compras são 5 ou 6 corydoras, ou uns 3 ou 4 ottos, mas isso vai depender da fauna que escolhemos.

De qualquer maneira, o importante é ter a percepção que não pudemos aumentar a carga orgânica de repente, e sim progressivamente para deixar as colonias de bactérias se multiplicarem.

Na Loja

Quando chegamos à loja, temos de ter varias precauções, esta precauções podem ser a diferença entre uma fauna saudável ou um completo desastre.

No inicio estas precauções faram passar muito tempo nas lojas, mas com o aumentar da experiência tudo se tornará mais rápido.


Primeiramente é indicado possuir um aquário para receber os peixes recém adquiridos, sendo este aquário tendo como principal função a adaptação a nova água e principalmente servir para realizar a quarentena os novos peixes. Este tipo de aquário é chamado de aquário hospital ou aquário quarentena. Igualmente importante, é optar onde irá efectuar a compra, distinguindo maus lojistas/criadores dos bons.
Tente escolher lojas dedicadas à aquariofilia, ou que os logistas inspirem confiança.

Tem também a opção de criadores, existem bons e maus criadores, uma boa maneira de perceber com quem estamos a lidar, por exemplo aqui no fórum, é ler primeiro o feedback que outros utilizadores fizeram sobre esse mesmo criador.

Outro factor também não menos importante é optar pelo tamanho /idade dos peixes escolhidos, peixes jovens tendem a adaptar-se mais facilmente.
Na loja, não compre o primeiro exemplar da espécie que vir, nem deixe o vendedor escolher por si.
Observar antes de comprar...Observe muito bem o exemplar que pretenda adquirir,
pelo tempo que for necessário.

Se tiver duvidas nas condições em que o peixe se encontre, opte por não comprar!


As considerações na altura da compra são:

Opte por peixes mais jovens

O Peixe deverá ter as nadadeiras abertas (nunca coladas!)

Observe se há alguma ferida pelo corpo e se a cor do peixe está bem vibrante para a sua espécie.

Veja se o peixe está "activo e se a respiração não está ofegante;

Peça ao lojista para dar uma pequena porção de rações e veja se ele se alimenta normalmente.

Nunca compre peixes, mesmo que parecem em boas condições, casa existam peixes mortos nesse aquário pois pode significar uma doença contagiosa.

Nunca compre peixes se ainda tem outros afazeres…. Assim que comprar os peixes, deverá ir para casa para os ambientar, não compre peixes se achar que a temperatura da agua em que o peixe vai ser transportado possa descer rapidamente, (muito frio na rua por exemplo).



Introdução do Peixes no aquário.

Finalmente chegamos a casa com os nosso peixinhos novos, e estamos impacientes para os ver a nadar, mas mais uma vez é preciso ter calma, e fazer a coisas em condições.

Nunca pudemos chegar a casa e “despejar” os peixes lá para dentro.

Existe um procedimento que temos de cumprir rigorosamente para tudo correr bem e não termos nenhum dissabor.

Vamos então ao procedimento correcto:

1º Passar o saco ainda fechado por agua tépida para tirar alguma sujidade que ele tenha.

2º Introduzir o saco dentro do aquário para igualar a temperatura da agua do aquário com a do saco. Esperar 20m.



3º Introduzir cerca de 20mm de agua do aquário dentro do saco, (meio copo de agua), cuidado para não stressar os peixes. Esperar 20m.

4º Repetir o paço 3

5º Repetir o paço 3

6º Repetir o paço 3

7º Retirar os peixes com o camaroeiro, e coloca-los no aquário, realizar este paço com calma para não ferir o peixe. Apenas retirem um peixe de cada vez do saco. É preferível demorar mais uns segundos do que ferir um deles.

E pronto, já temos habitantes dentro do nosso aquário.

No próximo capitulo veremos como manter o nosso aquário saudável…
Voltar ao Topo Ir em baixo 

Capitulo V - Manual do Aquariofilista Iniciante - Como escolher e comprar a Fauna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Peixefauna :: Água Doce ::  Iniciação à Água Doce-